Stratus Oct e Glaucoma

A tomografia de coerência óptica (do inglês, optical coherence tomography, OCT), realizada pelo Stratus OCT, fornece medidas em tempo real das várias camadas do fundo-de-olho, incluindo análise quantitativa e objetiva da espessura da camada de fibras nervosas da retina, que formam o nervo óptico e são a primeira estrutura afetada pelo Glaucoma.

Exame fácil de ser realizado, na maioria das vezes não exigindo dilatação, reduz a necessidade de interpretação subjetiva de resultados. O Stratus OCT compara os resultados do seu exame com um banco de dados de pessoas normais e com alterações sugestivas de glaucoma, fornecendo um indicativo de em que grupo você se encontra.

Estudos americanos recentes mostram a capacidade de o Stratus OCT diagnosticar precocemente alterações glaucomatosas, mesmo antes de repercutirem no exame de campo visual.

Entretanto, como todos os exames complementares, o Stratus OCT apresenta limitações e seus resultados sempre devem ser analisados em conjunto com os dados do exame clínico e por um especialista. Sempre há a possibilidade de resultados falso-positivos (o exame vir alterado, mas a pessoa ser normal) e falso-negativos.
Dr. Ivan Maynart Tavares
Membro do Corpo Clínico CEOSP

*O Dr Ivan Maynart Tavares é Especialista (AMB/CBO), Doutor (UNIFESP) e Pós-Doutor (Universidade da Califórnia, EUA). É membro do corpo clínico CEOSP, da Soc. Bras. de Glaucoma, Soc. Latino-Americana de Glaucoma, ARVO e do Subcomitê de Glaucoma da Academia Americana de Oftalmogia. Atualmente é Chefe do Setor de Glaucoma da UNIFESP.

Relação de Newsletters

×
Olá, quero marcar uma consulta!