Degeneração Macular

Estudos recentes de uso de vitaminas anti-oxidantes como prevenção da piora da acuidade visual têm sido focados para a doença Degeneração Macular Relacionada à Idade. Esta doença, com o próprio nome diz, é uma doença degenerativa senil, ocorrendo em pessoas acima de 55 anos de idade, tendo aumento da incidência quanto maior a idade. Afeta a região macular, área da retina responsável pela visão central. Apresenta duas formas principais: forma seca e forma úmida. A forma seca é mais frequente, apresentada em 90% dos pacientes com degeneração macular, e mais raramente leva à perda de visão severa. A forma úmida, ou exsudativa, é a forma que mais frequentemente leva à perda rápida da visão central. A forma seca é um fator de risco para o desenvolvimento da forma exsudativa.

Estima-se que em torno de 5 milhões de pessoas no Brasil apresentam degeneração macular relacionada à idade. Dessas pessoas, em torno de 800 mil pessoas vão desenvolver a forma exsudativa em 5 anos. Grande estudo multicêntrico americano mostrou que o uso de antioxidantes em altas doses como vitaminas C e E, beta caroteno e zinco diminuiu o risco de desenvolvimento da forma seca para forma exsudativa..

Atualmente o uso desses antioxidantes é indicado como prevenção da piora de visão para evitar a progressão da doença para a forma exsudativa nos pacientes de risco. O uso de outros micronutrientes como luteína/zeaxantina, ômega3 estão ainda sendo investigados quanto à sua eficácia para a retina.

Dra. Huang Sheau Jiun
Médica do CEOSP

Relação de Newsletters

×
Olá, quero marcar uma consulta!